sábado, 29 de novembro de 2014

A Guerra dos meninos


A guerra dos meninos


(Roberto Carlos)

Hoje eu tive um sonho que foi o mais bonito
Que eu sonhei em toda a minha vida
Sonhei que todo mundo vivia preocupado
Tentando encontrar uma saída
Quando em minha porta alguém tocou
Sem que ela se abrisse ele entrou
E era algo tão divino, luz em forma de menino
Que uma canção me ensinou
La…la..la
Tinha na inocência a sabedoria
Da simplicidade e me dizia
Que tudo é mais forte quando todos cantam
A mesma canção e que eu devia
Ensinar a todos por ali
E quantos mais houvessem para ouvir
E a fé em cada coração, na força daquela canção
Seria ouvida lá no céu por Deus
La…la…la
E saí cantando meu pequeno hino
Quando vi que alguém também cantava
Vi minha esperança na voz de um menino
Que sorrindo me acompanhava
Outros que brincavam mais além
Deixavam de brincar pra vir também
E cada vez crescia mais aquele batalhão de paz
Onde já marchavam mais de cem
La…la…la
De todos os lugares vinham aos milhares
E em pouco tempo eram milhões
Invadindo ruas, campos e cidades
Espalhando amor aos corações
Em resposta o céu se iluminou
Uma luz imensa apareceu
Tocaram fortes os sinos, os sons eram divinos
A paz tão esperada aconteceu
Inimigos se abraçaram e juntos festejaram
O bem maior, a paz, o amor e Deus
La…la…la

sábado, 22 de novembro de 2014

Em Sintonia com meu Deus



Meu espírito está
Meu espírito está em sintonia com meu Deus
Meu espírito está
Meu espírito está em sintonia com o Pai

O Espírito de Deus fez moradia no meu coração
Sua paz me envolveu e de alegria fiz esta canção

No Espírito de Deus eu repousei fazendo o que ele diz
E meu Deus me respondeu e deu-me a paz que faz eu ser feliz

http://youtu.be/PcRb1MKcbvs

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Um certo Galileu



Um Certo Galileu


Um certo dia, a beira mar
Apareceu um jovem Galileu
Ninguém podia imaginar
Que alguém pudesse amar do jeito que ele amava
Seu jeito simples de conversar
Tocava o coração de quem o escutava
E seu nome era Jesus de Nazaré
Sua fama se espalhou e todos vinham ver
O fenômeno do jovem pregador
Que tinha tanto amor
Naquelas praias, naquele mar
Naquele rio, em casa de Zaqueu
Naquela estrada, naquele sol
E o povo a escutar histórias tão bonitas
Seu jeito amigo de se expressar
Enchia o coração de paz tão infinita
Em plena rua, naquele chão
Naquele poço e em casa de Simão
Naquela relva, no entardecer
O mundo viu nascer a paz de uma esperança
Seu jeito puro de perdoar
Fazia o coração voltar a ser criança
Um certo dia, ao tribunal
Alguém levou o jovem Galileu
Ninguém sabia qual foi o mal
E o crime que ele fez; quais foram seus pecados
Seu jeito honesto de denunciar
Mexeu na posição de alguns privilegiados
E mataram a Jesus de Nazaré
E no meio de ladrões puseram sua cruz
Mas o mundo ainda tem medo de Jesus
Que tinha tanto amor
Vitorioso, ressuscitou
Após três dias a vida Ele voltou
Ressuscitado, não morre mais
Está junto do Pai
Pois Ele é o filho eterno
Mas Ele vive em cada lar
E onde se encontrar um coração fraterno
Proclamamos que Jesus de Nazaré
Glorioso e triunfante Deus conosco está
Ele é o Cristo e a razão da nossa Fé
E um dia voltará!

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Amanhã



Amanhã outro dia, lua sai ventania 
Abraça uma nuvem que passa no ar 
Beija,brinca e deixa passar 
E no ar de outro dia, meu olhar surgia 
Nas pontas de estrelas perdidas no mar 
Pra chover de emoção trovejar 
Raio se libertou ou clareou muito mais 

Se encantou pela cor lilás 
Prata na luz do amor, no céu azul 
Eu quero ver o pôr do sol 
Lindo como ele só 
E gente pra ver e viajar 
No seu mar de raios...

http://youtu.be/o4QIL3iuHgc
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...