domingo, 16 de fevereiro de 2014

Nuvem passageira



Nuvem Passageira

Hermes de Aquino

Eu sou nuvem passageira
Que com o vento se vai
Eu sou como um cristal bonito
Que se quebra quando cai
Não adianta escrever meu nome numa pedra
Pois esta pedra em pó vai se transformar
Você não vê que a vida corre contra o tempo
Sou um castelo de areia na beira do mar
A lua cheia convida para um longo beijo
Mas o relógio te cobra o dia de amanhã
Estou sozinho, perdido e louco no meu leito
E a namorada analisada por sobre o divã
Por isso agora o que eu quero é dançar na chuva
Não quero nem saber de me fazer, vou me matar
Eu vou deixar um dia a vida e a minha energia
Sou um castelo de areia na beira do mar

http://youtu.be/KQUIwUXbHRQ

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

2 anos do blog


Pobre velha música!
Não sei por que agrado, 
Enche-se de lágrimas 
Meu olhar parado.

Recordo outro ouvir-te, 
Não sei se te ouvi
Nessa minha infância
Que me lembra em ti.

Com que ânsia tão raiva
Quero aquele outrora! 
E eu era feliz? Não sei:
Fui-o outrora agora. 

(Fernando Pessoa, in "Cancioneiro")

'Amizadear'

É um trunfo que temos
Pois não podemos
Viver sem sermos fraternos
Deus emana em nós
O seu Dom Bondoso
E repartimos com todos
As nossas dores e desgostos
Porém é muito maior a alegria
Que, diariamente,
Dividimos com os semelhantes
E multiplicam-se em nós
As gentilezas fraternas
A não poder mais.
Viva todos os amigos
Que conosco interagem! 
É uma forma alegre 
De ser e viver mais feliz
Blogando cotidianamente...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...